LusoBrasilAcadêmico

O distrito de Castelo Branco pertence à província histórica da Beira Baixa. Faz fronteira com a Espanha, a leste e sul, e com outros distritos de Portugal, como Coimbra e Leiria, a oeste. É o quarto maior distrito de Portugal e tem como capital uma cidade de mesmo nome. 

Nos últimos anos, o distrito vem atraindo muitos estudantes por conta de sua infraestrutura e importantes centros de ensino superior, como a Universidade da Beira Interior (UBI) e Instituto Politécnico de Castelo Branco, ambas instituições públicas.

Se você tem interesse em estudar em Portugal, mas ainda está em dúvida sobre qual destino escolher, leia nesta página quais são os pontos positivos de Castelo Branco! 

Por que estudar em Castelo Branco?

O primeiro ponto que deve ser apontado é a qualidade de vida. Castelo Branco entra em diversas listas entre as cidades com maior qualidade de vida de Portugal. A história da região remonta ao período de dominação do império romano, o que comprova a riqueza histórica que o local apresenta. A cidade é rica em cultura e tem muitos atrativos para os mais diferentes tipos de pessoas. Para quem gosta de Museus, por exemplo, a cidade oferece o Museu Cargaleiro, na zona histórica de Castelo Branco e o Museu Francisco Tavares Proença Júnior, o mais conhecido da cidade. Para quem busca maior contato com a natureza ou mesmo observar o céu e a paisagem, o Miradouro de São Gens é uma grande alternativa.

Outro aspecto muito positivo do distrito de Castelo Branco é a quantidade de espaços verdes, tais como:

· Parque do Barrocal;
· Zona de lazer; · Geoparque Naturtejo;
· Parque da Cidade;
· Jardim do Paço.

Existem também diversos espaços públicos gratuitos e de qualidade, de modo que os gastos com lazer diminuirão de forma drástica. Entre os espaços, destacamos: Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco; Piscina Praia e Cybercentro.

Por fim, não poderíamos deixar de abordar o patrimônio construído da cidade, que reúne diversas construções, como o Castelo Medieval da Cidade, a Estação Arqueológica do Monte de São Martinho, Cruzeiro de São João, entre outros.

Clima

O distrito de Castelo Branco é de elevada altitude. Está situado entre regiões de vales e serras, como o Vale do Tejo e Vale do Zêzere; Serra da Estrela e Serra de Alvelos. Dessa forma, existem dois fatores que acompanham e influenciam de forma categórica o distrito: a distância do litoral, grande, comparada com toda Portugal e a altitude elevada. 

Com isso, o distrito apresenta temperaturas mais amenas que no restante do país, mesmo no verão.

Alimentação

Entre os atrativos da cidade, a gastronomia recebe grande destaque, sem dúvidas. As sopas, tão requisitadas em Portugal, recebem muitos holofotes por conta do sabor e tradição de receitas seculares. Entre as principais sopas, destacam-se a Sopa de Favas, Sopa de Matação e Sopa de Laburdo. 

Outro item muito consumido são as carnes, dada a distância do distrito do litoral. Entre os principais pratos derivados de carne da região, temos o carneiro recheado, fígado de cebolada, cabrito assado, entre outros.
Os doces também fazem parte da mesa. As broas de mel, papas de carolo e bola de páscoa são alguns dos mais conhecidos.

Quanto aos custos, o baixo preço das refeições praticado em outras regiões do país se repete no distrito de Castelo Branco. Fora das universidades, em restaurantes populares, a refeição pode ser encontrada a 6 euros. Nas universidades, o custo é ainda mais baixo. Na UBI varia de 1,90 a 2,50 euros. No instituto politécnico de Castelo Branco, o valor gira em torno de 2,70 euros. 

Não deixe de provar!

Papas de Carolo

Sopa de Favas

Alojamento

A cidade conta com aluguéis baixos, especialmente para estudantes. Existem muitos quartos disponíveis em apartamentos compartilhados cujo preço gira em torno de 150 a 200 euros.
Há também a possibilidade de requisitar alojamentos nas universidades. Na UBI, os custos variam entre bolseiros e não bolseiros (76,79 e 101 euros, respectivamente, para quarto duplo compartilhado).

No Instituto Politécnico de Castelo Branco, os preços também são mais em conta que o aluguel na cidade, porém é dada preferência aos alunos bolseiros e deslocados.

Transporte

Como no restante do país, o custo com transporte em Castelo Branco não é elevado. Além de contar com um bom sistema de transporte, a cidade apresenta bons índices de mobilidade ativa, sendo amigável ao pedestre e ciclista, além de dispor de estabelecimentos comerciais próximos às residências. 

Onde estudar em Castelo Branco?

A cidade conta com duas importantes instituições de ensino: UBI e Instituto Politécnico de Castelo Branco. A universidade aparece constantemente entre as melhores universidades portuguesas e também como uma das melhores universidades jovens do mundo. 

A universidade se divide em 5 centros:

• Polo I, que reúne departamentos de informática, física, química, entre outros;
• Bloco das engenharias, que reúne os cursos de engenharia;
• Polo II, que concentra serviços administrativos e de ação social;
• Polo III, que dispõe do centro de saúde;
• Polo IV, que reúne os departamentos de gestão e economia.

O Instituto Politécnico de Castelo Branco iniciou suas atividades nos anos 1980 e foi um esforço nacional para melhorar o ensino superior no país. O IPCB figura entre um dos melhores centros de ensino do país e reúne esforços importantes para formação cultural, artista e tecnológica. 

O que estudar em Castelo Branco?

Não deixe de conhecer!

Jardim do Paço Episcopal

Miradouro de São Gens

Museu Cargaleiro

Acredita que estudar em Castelo Branco é uma boa opção para você?

Entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo nesse processo!

Você também poderá ver...

Aveiro

Coimbra